Abyss

"O tempo passa. Mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos doí como o sangue pulsando sob um hematoma. Passa de modo inconstante, como guinadas estranhas e calmarias arrastadas. Mas passa. Até para mim."

1 of 1127

“Me sentia insatisfeito e, francamente, meio com medo de tudo. Não estava indo a lugar nenhum, nem o resto do mundo. Estávamos todos rolando por aí, á espera da morte, e enquanto isso fazendo coisinhas para encher o tempo. Alguns nem faziam coisinhas. Eram vegetais. Eu era um deles.”

Charles Bukowski.   (via voeidemim)

160

“Foi querendo ser diferente que quase todos se tornaram iguais.”

Otávio L. Azevedo. (via sujeitando)

2066

“Quando eu era criança eu poderia ser chamado de idiota, mas não porque eu queria, e sim por que não tinha opção. Todos me zoavam, pois eu realmente era um. E calado pensava como poderia revidar tudo aquilo que eles me fizeram de mal. Agora eu cresci e sabe aquele prato quente de vingança que eu tinha quando era criança, esfriou. Mas como diz o ditado, vingança é um prato que se come frio.”

Cartas dos Derrotados.  (via atrai-dores)

1218

Sou uma pessoa estranha e a tendência é piorar.

6690

“Ser sensível nesse mundo requer muita coragem… Muita. Todo dia. Esse jeito de ouvir além dos olhos, de ver além dos ouvidos, de sentir a textura do sentimento alheio tão clara no próprio coração e tantas vezes até doer ou sorrir junto com toda sinceridade. Essa incapacidade de não se admirar com o encanto grandioso que também mora na sutileza. Essa vontade de espalhar buquês de sorrisos por aí, porque os sensíveis, por mais que chorem de vez em quando, não deixam adormecer a ideia de um mundo que possa acordar sorrindo. Pra toda gente. Pra todo ser. Pra toda vida. Eu até já tentei ser diferente, por medo de doer, mas não tem jeito: só consigo ser igual a mim.”

Ana Jácomo  (via apagou)

256
THEME